Em parceria com a Fecomércio, governo lança programa para fomentar micro e pequenas empresas

  • 22/Out/2020

A medida vai auxiliar empresas a se restabelecerem das consequências provocadas pela pandemia da Covid-19



O governador Ronaldo Caiado lançou, em Itumbiara, nesta quarta-feira (21/10), os programas Mais Crédito e Mais Empregos, desenvolvidos pela Secretaria de Estado da Retomada, em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Goiás (Fecomércio). A medida irá auxiliar empresas, em especial micro e pequenas, a se restabelecerem das consequências provocadas pela pandemia de Covid-19.
 
“Vamos recuperar a parte empresarial, que emprega. Vocês geram riqueza e temos que dar apoio a todos vocês”, disse Caiado durante o discurso. “Essa parceria visa preparar e sinalizar alternativas para que micro e pequenos empresários acreditem no potencial que têm para voltar às suas atividades”, ponderou.

O governador ressaltou que a conjugação de forças dos mais variados setores, com independência, é fundamental para o desenvolvimento do Estado. “Não tem que ter ‘toque de clarineta’ quando o governador passa. Ouvir outras visões é importante para alcançar nosso único objetivo: melhorar a qualidade de vida da população”, sublinhou.

O secretário da Retomada, César Moura, destacou que as grandes empresas, quando enfrentam dificuldades, têm algumas opções para driblar a crise, como a recuperação judicial e o alongamento de dívidas. “Já os micro e pequenos empreendedores não têm condição de fazer isso. Nós conseguimos trazer para o interior um ambiente de câmara de conciliação e negociação de débitos”, afirmou, ao mostrar as ferramentas disponibilizadas para auxiliar aqueles que precisam da mão do Estado.
César Moura acrescentou que é preciso “olhar o empreendedor mais vulnerável”, a exemplo do que tem feito Caiado em todas as áreas de governo, quando prioriza ações para a população mais carente do Estado. Essa política foi exemplificada pelo secretário quando o governador, à época do primeiro decreto depois do início da pandemia, direcionou os recursos do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) para as pequenas empresas.

Na mesma linha do governador, o presidente da Fecomércio, Marcelo Baiocchi, elencou o estabelecimento de parcerias como uma das principais ferramentas para que Goiás supere a crise provocada pela pandemia. “Esta manhã é histórica, porque vamos construir, junto ao Estado, um novo ambiente de negócios”, pontuou. O objetivo, continuou, é fazer com que as empresas permaneçam abertas e voltem a crescer. “E não há como isso acontecer se não houver créditos, e não haveria como ter créditos com dívidas”, explicou, ao mostrar como os programas lançados preenchem uma lacuna que não conseguiria solucionada apenas com os esforços do comércio.   

“O caminhar junto” do poder público com a iniciativa privada já é responsável por novas propostas no Estado, que começam a ser descortinadas. O presidente da Fecomércio disponibilizou a estrutura da federação no interior goiano para que a GoiásFomento instale postos em todos os 246 municípios. “Assim, os recursos chegam a mais empresários”, reforçou Baiocchi, que ainda elogiou a postura atuante do governador.  

“Esse apoio do governo aos empresários vai gerar mais empregos, divisas para o Estado e o município. Goiás está feliz com seu governo e nós, aqui do Sul, estamos muito mais. O senhor já veio aqui três vezes e nunca de mãos vazias, sempre ajudando a região, o município de Itumbiara”, reconheceu o deputado estadual Álvaro Guimarães, que na oportunidade representou a
Assembleia Legislativa.

Mais Crédito
O projeto oferece bancas de conciliação, negociação de dívidas entre instituições financeiras e uma maratona de acesso a linhas de crédito. A GoiásFomento é a principal parceira do programa desde que foi criado.
 “Ao invés de baixar o valor de impostos para alguns, como era feito antigamente, o senhor vem e injeta capital no mercado, gerando mais renda e emprego”, assinalou o presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) de Itumbiara, Egídio Luiz Guizzetti Paiva.

Mais Empregos
O programa tem o propósito de conectar trabalhadores com as vagas de empregos e oportunidades de capacitação, de acordo com a demanda de mercado local. O objetivo é integrar captação de mão de obra com qualificação profissional.
O serviço orienta, por exemplo, os trabalhadores sobre os mais de 100 cursos gratuitos e on-line disponíveis no site do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), como marketing digital, planejamento estratégico do negócio, entre outros.

Os serviços oferecidos devem ser agendados.  As datas disponíveis são entre os dias 03 e 27 de novembro. Durante o mesmo período, haverá atendimento simultâneo em Itumbiara, Minaçu, Catalão, Rio Verde, Porangatu, Ceres, Mineiros, Goiânia e Anápolis.

Na primeira fase de operação dos programas Mais Emprego e Mais Crédito, a ação funcionou em Goiânia, na Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg), de 14 de setembro a 02 de outubro. Foram realizados, no período, 2.643 atendimentos.

Além da Retomada e da GoiásFomento, o Mais Crédito é realizado, pelo Governo de Goiás, em conexão com a Secretaria de Indústria Comércio e Serviços de Goiás (SIC), Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), Goiás Turismo e Saneago. Entre os parceiros do governo ainda estão Acieg, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Goiás (FCDL-GO), Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-GO), Serviço Social do Comércio (Sesc), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Banco do Brasil e Associação Pró-desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial).

Também são parceiros da iniciativa o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Instituto de Protesto de Goiás (IEPTB-GO), Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) Lojicred, Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Goiás (OCB/GO), Sebrae, Sistema Nacional de Emprego (Sine), Enel, Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias do Estado de Goiás (Facieg), 2ª Câmara de Conciliação e Arbitragem (2ª CCA) e Sindicato das Imobiliárias e Condomínios do Estado de Goiás (SecoviGoiás).

Estiveram presentes ao lançamento os presidentes Rivael Aguiar (GoiásFomento), Lucas Fernandes (Agência Goiana de Habitação) e Pedro Sales (Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes); o diretor-regional do Sesc/Senac, Leopoldo Veiga Jardim; a superintendente comercial Ana Carolina Locca, que representou o superintendente do Banco do Brasil em Goiás e Tocantins, Felipe Zanella; a gerente-geral do Sesc/Senac de Itumbiara, Giuliana Miranda; a coordenadora regional de Educação, Julice Ferreira; o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Orlando Ferreira; o diretor da Associação Comercial, Industrial e Serviços, José Ronaldo Borges; além de empresários e colaboradores do Sesc/Senac.

Comunidade Terapêutica
Na sequência do lançamento, o governador Ronaldo Caiado seguiu para a entrega da Comunidade Terapêutica Maria de Magdala, obra social que aguardava conclusão desde 2014 e que agora, finalmente, vai oferecer assistência especializada a mulheres dependentes de álcool e drogas, em Itumbiara. O Governo de Goiás é um dos protagonistas da parceria que permitiu finalizar a construção do espaço. “Sou médico e minha obrigação, mais do que nunca, é de estar presente, visitar, apoiar e cumprimentar pessoas que têm o espírito público, como vocês”, afirmou o Caiado, durante entrega da unidade nesta quarta-feira (21/10).

Por meio da Agehab, o Estado disponibilizou R$ 160 mil, que foram utilizados para a compra de materiais de construção na reta final da obra. Inicialmente, o centro deve atender a 40 mulheres, que vão contar com acompanhamento clínico e serão incentivadas à reinserção social por meio do acesso ao lazer, exercício e consciência de seus direitos civis, bem como do fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

Com uma área construída de 1.350 metros quadrados, a estrutura é composta por cinco quartos e auditório para reuniões, palestras, seminários e outros eventos. Possui também laboratório de informática, padaria, horta, salas para atendimento psicológico e assistência social, além de espaços para atividades físicas, de lazer e para oficinas de costura e bordados. Após a visita, Caiado destacou a importância de trabalhos sociais na busca pela reabilitação de dependentes químicos. A iniciativa, completou, “dá dignidade a essas pessoas, que podem reconstruir seus lares e ter sucesso na vida”.

A Comunidade Terapêutica Maria de Magdala é administrada pela Associação Cristã de Amparo à Maternidade e Proteção à Infância (Acampi). Também colaboraram com o projeto a Prefeitura de Itumbiara, o Poder Judiciário e a dupla sertaneja Jorge e Mateus. “É uma parceria para trazer dignidade às mulheres que precisam desse amparo”, comentou o presidente da Agehab, Lucas Fernandes.
 
Fotos: Cristiano Borges e Hegon Corrêa
Fonte: Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

 

COMENTÁRIOS

  • Não há nenhum comentário para está notícia. Seja você o primeiro a comentar!

ADICIONAR UM COMENTÁRIO


Central de atendimento

Possui alguma dúvida? Fale com Fecomércio!

BANNER | arq_banner_aleatorios/banner_aleatorios_1534427477.jpg